Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ideologia de Género [Sexo]

A Ideologia de Género [SEXO] desintegra a família para parir um ser solitário e sem raízes: o consumidor e súbdito perfeito.

Ideologia de Género [Sexo]

A Ideologia de Género [SEXO] desintegra a família para parir um ser solitário e sem raízes: o consumidor e súbdito perfeito.

19.Jul.19

MINUTAS DE CARTAS

PARA ENVIAR ÀS ENTIDADES COMPETENTES

 

Se estiver de acordo com o teor da Carta Aberta que se apresenta abaixo, então, sugiro que reencaminhe a mesma para os seguintes e-mails - basta copiar e colar em ENVIAR depois de ter accionado REENCAMINHAR:

 

belem@presidencia.pt

gabpar@ar.parlamento.pt

gabinete.pm@pm.gov.pt

gab.ministro@medu.gov.pt

plataforma-rn@outlook.com

bloco.esquerda@be.parlamento.pt

gp_pp@cds.parlamento.pt

gp_pcp@pcp.parlamento.pt

pev.correio@pev.parlamento.pt

gp_ps@ps.parlamento.pt

gp_psd@psd.parlamento.pt

Pan.correio@pan.parlamento.pt

 

 

Exmo. Senhor Presidente da República Portuguesa

Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa

 

Assunto importante: liberdade das famílias ameaçada.

 

Sabemos que o Estado, nomeadamente a Geringonça, o Ministério da Educação e o Sr. Ministro da Educação, criaram a disciplina “cidadania e desenvolvimento”.

E qual é o problema?

É duplo:

A disciplina faz opções em matérias de consciência, matérias que invadem o direito e obrigação dos pais na educação dos seus filhos. Apesar disso, impõem a disciplina como obrigatória.

Desta maneira, ou o Estado, ou o Ministério da Educação e/ou as Escolas do Estado esquecem que há pais que não renunciam à educação dos filhos.

Há pais que conhecem e se orgulham dos direitos que a Constituição da República Portuguesa lhes reconhece.

Não estão disponíveis para continuar a calar a sua voz, por maiores que sejam as ameaças de qualquer tipo de represália.

Queremos um país livre, onde nenhum cidadão jamais se possa sentir coagido, e onde os pais sejam considerados os primeiros educadores dos seus filhos.

 

Por este motivo, na qualidade de mais alto Magistrado da República Portuguesa, venho requerer junto de V. Exa. o seu mais alto patrocínio para a defesa dos pais que se encontram nas situações acima descritas.

 

Eu sou um desses pais.

Pela liberdade das famílias. Pelo bem dos nossos filhos.

Data:

Nome:

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.